segunda-feira, maio 14, 2007

Dia 1

Despertei da pior maneira possível… Estava eu a dormir tão bem quando recebo um telefonema da minha mãe a dizer: “veste-te que tens que vir para o Barreiro… o médico quer te ver!”. Eram 9h e tal da matina, eu ainda estava meio a dormir, fiquei logo mal disposta. Pensava que ía ficar pelo menos uns 2 ou 3 dias em casa a descansar. Bom, lá fui eu, a pensar que iria apenas fazer uma consulta de rotina, talvez uma eco ou um electrocardiograma, ver a tensão e a pulsação. Fiz isso tudo, sim senhor, mas depois também me pediram para fazer o holter. Tudo bem, já tinha feito pelo menos 2 vezes. Ligam-nos ao aparelho, vamos para casa e no dia seguinte tiram. Mas não foi bem assim que se passou… O meu médico disse que queria que eu ficasse internada… Foi um choque… Não estava nada à espera. Como podem calcular ninguém gosta de hospitais, quanto mais ficar internada num… Desde o ambiente, passando pela comida, é tudo uma treta, uma seca mesmo.

Bem, depois de alguns nervos e choradeira lá me instalaram no piso 2 (Cardiologia) na cama 19. Deram-me o pijaminha típico, uma sopinha e uma maça na hora de almoço. E ali fiquei, triste, contrariada e aborrecida… Felizmente tenho tido sempre visitas entre as 17h e as 19h30. A pessoa significativa, neste caso a minha mãe, pode permanecer entre as 13h e as 20h. Hoje, além da minha mãe, vi o meu amor e a Loca-bandoca. Oh Loca, diverti-me imenso contigo! Foi óptimo para descontrair!

E assim se passou o dia… cheia de esperança de sair no dia seguinte. Ainda tentei ver tv ou ler um livro, mas parece que tudo me aborrece e dá sono… O jantar foi empadão de pato com salada e fruta. Ah! Estava a esquecer-me de falar das minhas companheiras de quarto: D. Maria José e D. Belmira Silva. A D. Maria José é uma querida, ainda me entretive bastante a conversar com ela. Amanhã vai a Setúbal fazer um cateterismo. A D. Belmira apenas sei que sofreu um AVC aqui há uns tempos, não sei muito mais. Tem muitas dores, ainda não come quase nada e também custa-lhe falar… A saúde faz tanta falta…

17-05-07

A minha cama nº19

Sem comentários: