sexta-feira, julho 04, 2008

Filosofices...

Não, não me tem apetecido escrever... Tenho tido muita coisa em que pensar ultimamente... Estas fases parvas filosóficas chateiam, hem? :p

Penso na situação em que está o mundo, mais especificamente Portugal...

Penso que cada vez é mais difícil arranjar um emprego, comprar uma casa...

Os preços da gasolina assustam, e já não são só os preços desta...

Penso: será que toda a gente neste mundo pára pelo menos 1 vez na vida para olhar em volta? Somos tão egoístas... Uns com tanto e outros com tão pouco...

Depois, mudando completamente de assunto, penso que tenho tantos livros para ler, tantos filmes para ver, tantos postais e selos para organizar... Pensamentos parvos, eu sei!! Mas sempre pensei que passando mais tempo em casa iria conseguir fazer mais certas coisas, mas não... Os dias são curtos...

Depois penso que às vezes gostava de dar tudo o que tenho a outras pessoas (excluindo livros, dvd´s, cd´s e as minhas colecções, claro). Mas tudo o que é bugiganga, "bibelot", boneco, peluche, jogos, etc... Só não o faço porque muitas coisas são oferecidas, não é? E sinto-me mal ao ver-me livre delas. Mas estou farta de ter tanta coisa, confesso... Ou será antes falta de espaço? Preciso urgentemente de uma casa para mim, help me!!!

E pronto, eu disse-vos que andava numa fase filosófica, e nem mencionei tudo o que tenho pensado...

12 comentários:

Pedro disse...

Os dias são curtos, como tens razão! =/ Não são pensamentos parvos, ora essa! =)

É difícil vermo-nos livres das coisas... porque significam sempre qualquer coisa... Ou senão, chamem-nos materialistas, que o seremos com orgulho! ;)

Todos temos falta de espaço, por qualquer coisa há sempre falta de espaço. Eu próprio me queixo, das estantes que gostaria de ter, dos sítios onde poderia arrumar as minhas coisas da vida... Espaço, porque é que não o temos? Deixo a pergunta para filosifar. ;)

BB disse...

E espaço para beijinhos tens?
Aqui vai um milhão deles! CHAUK

O Guardião disse...

Por vezes paramos para pensar nos outros, e vemos que nem somos dos que estão pior, apesar de tudo.
Pensamentos saudáveis, minha cara.
Bfds
Cumps

Kalinka disse...

Só sei que...
FASES PARVAS chateiam, independentemente de serem filosóficas ou não!!!

Também eu PENSO QUE:
- tenho tantos livros para ler
- tantos filmes para ver,
- tantos postais p/organizar...

Também eu:
sempre pensei que passando mais tempo em casa iria conseguir fazer mais certas coisas, mas não...
Os dias são curtos...

AS TUAS PALAVRAS parece que sairam da minha boca, tal e qual...
Estou parva comigo mesma como já se passaram 60 dias e eu não fiz NADA...é estúpido e incrível.
Sinto-me revoltada, nada de útil aparece feito, possas!!!

Para algumas situações ainda se consegue solução, mas...este problema teu é bicudo:
Preciso urgentemente de uma casa para mim, help me!!!

Nem sei que te diga.
Beijinhos.

Bubulindo disse...

As fases filosóficas chateiam se não tirares respostas delas... ;) Aí sim, para além de chatas, são um desperdicio do teu tempo.

Gostava de dizer que há quem pare para olhar em volta... sei que existem pessoas que o fazem. Mas também sei que existe quem não olhe para elas e como consequência fica tudo na mesma.
Gosto da música que tens no blog, atenta na parte "Everyone I come accross in cages they bought"... vais ganhar alento para te livrares das bugigangas!

In case you're wondering... esta é a letra de abertura do meu diário actual! ;)

Beijocas! ;)

P.S.: Se precisares... apita! :P

Hermínia Nadais disse...

Olá! Coração maravilhoso, realista, sincero, que ama a vida na totalidade pois guarda dentro de si as mágoas e os prementes problemas sociais!...
Como gosto de vaguear por aqui!...
Obrigada!
Bjito doce

Luis Eme disse...

se tivéssemos um botão, para pararmos de pensar... o mundo era diferente.

o pior, Pikena, é que os dias vão sempre ficando mais curtos...

só na infância é que duram uma eternidade...

beijinho

Linda disse...

Olá Olá amiguita!!!

Pois é...fases dessas temos todos, mas são raros os que o dizem ou os que fazem realmente alguma coisa...Não te sintas mal, pois esse é um mal universal

Também eu este verão al fazer as limpezas grandesm quero ver se "limpo" o pó da minha vida e vou aproveitar para dar muita coisa que tenho e já não preciso, nomeadamente roupa e bibelots...Só não consigo me desfazer é de livros, pois esses são demasiado precisos para mim...

Continua com as ua "filosofices" amiguita, pois são saudáveis!!

Mil beijinhos

filha do administrador disse...

tens razão, nada melhor para fazer uma limpeza do que mudar de casa
mas eu confesso que só fiz limpeza em roupas e louças, porque os meus peluches vieram todos dentro de uma caixa, os meus livros também, os recuerdos e ofertas também, os postais também :)
a única diferença é que só os livros sairam das caixas.

Borboleta disse...

Tens um desafio no meu blog ;)

Beijos

pikenatonta disse...

Obrigada pelos comentários!! Só para dizer que ainda moro na casa dos pais, daí a minha vontade de ter uma casa! ... Beijinhos!!

Rosa dos Ventos disse...

Uma casa nossa não resolve o problema de enchermos as nossas vidas de tralha desnecessária.
Por isso é que a nossa existência é por vezes tão pesada!

Abraço e boa disposição