quinta-feira, fevereiro 02, 2006

Xeque ao Rei de Joanne Harris


Por detrás de uma fachada irrepreensível agitam-se segredos antigos…


Em St Oswald's - uma selecta escola secundária masculina do Norte de Inglaterra - um novo ano escolar acabou de começar, mas para os seus funcionários e alunos sopram ventos indesejados de mudança. Todo um universo de novas tecnologias e valores se tem vindo a impor e Roy Straitley, professor de Latim, excêntrico e já veterano na escola, sente-se excluído e, ainda que de forma relutante, capaz de contemplar a hipótese de se reformar. Mas, por detrás das pequenas rivalidades, disputas infantis e crises quotidianas da escola, agita-se algo mais sombrio. E um rancor, secreta e cuidadosamente alimentado durante treze anos, está prestes a eclodir. Quem é o misterioso autor das cruéis partidas que estão a tornar-se gradualmente mais violentas – e talvez fatais? E como pode um velho, já obscuro e meio-esquecido escândalo tornar-se na pedra que derrubará o gigante? (Nº páginas: 432)

Penso que este foi o último livro da Joanne Harris (pelo menos em português) e tinha uma enorme curiosidade em ler. Consegui ser a 1ª de um bookring!! :) Que dizer do livro? A Joanne consegue pôr a nossa cabeça à roda a matutar: quem será? quem será? Isto até ao final do livro! eh eh! Não sei porquê (ou se calhar até sei), este livro não me prendeu muito apesar do suspense de não saber quem estaria por trás de todas aquelas maldades. Nunca sabia quem estava a falar no livro e às vezes perdia-me... Li o livro quando estive doente este mês e desconfio que tenha sido por isso que andei meio desgarrada... Não conseguia me concentrar como deve de ser...
Mas é um livro que recomendo! :)

1 comentário:

Amaral disse...

Um xeque lido em circunstâncias físicas anormais… Tantas "maldades" num só livro… só para quem aprecia!...