quarta-feira, dezembro 10, 2008

Natal - sondagem

Muitas pessoas adoram o natal, outras detestam… começa a chegar a altura do frio, da luzes natalícias, das lojas cheias, do stress em comprar as prendas, do dinheiro que se gasta, dos quilos que não queremos engordar (em estou excluída felizmente), das músicas de natal por aí espalhadas…

Bom, eu adoro o natal! Passo a explicar as coisas que gosto:

O ambiente natalício que se nota em qualquer lado incluindo shoopings, lojas, ruas da cidade… e eu mal saio de casa e fico triste por não puder desfrutar de algo que gosto tanto… as luzes, as cores: vermelho, verde, prateado, dourado… mas hoje em dia até já se vêm decorações natalícias de cores bem diferentes…

As músicas de natal. Quando dou por mim lá estou eu a cantar alguma! Até tenho um CD que adoro e que oiço em privado, não vá a família pensar que preciso de um psicólogo…

A comida! Os coscorões, os sonhos, as filhoses, o bolo-rei, os frutos secos, o tronco de natal, a lampreia de ovos, os chocolates, o típico bacalhau cozido com batatas e grão e o que mais de lá vier… Gosto de tradições…

Gostando de tradições também gosto de aguardar pela meia-noite para abrir as prendas. E acho que cada pessoa deve abrir as suas prendas antes de começar outra pessoa, para todos podermos usufruir desses momentos tão bonitos em abrir um presente de natal. É bom sentirmo-nos alegres com a alegria dos outros!

As decorações natalícias! Já falei delas nas ruas das cidades, mas também gosto de as ter cá em casa. Gosto de ver as decorações da vizinhança também… : p

Consoada: Toda a família reunida, poucos ou muitos… infelizmente isto já não acontece de todo… ou quando acontece sente-se o mau clima, o cinismo, e isso são tudo coisas tristes…

Gosto do espírito natalício que devia existir todos os dias e não só agora… ajudar o próximo… não é preciso ser natal para isso acontecer…

Gosto de oferecer prendas, nem que seja uma pequena lembrança ou um simples postal. E não o faço para que me retribuam. Gosto a sério de oferecer coisas, gosto de pensar naquilo que vou comprar pessoa a pessoa reflectindo nos seus gostos e no que conheço dela. O meu prazer é enorme ao conseguir pôr os olhos de alguém a brilhar! Não gosto de dar prendas só por dar, o natal não me incute obrigações, simplesmente é mais uma desculpa para fazer algo que gosto.

Quanto a prendas: gosto de as receber, claro, cada vez recebo menos… mas prefiro receber uma prenda sentida, pensada e de coração, do que receber coisas que algo me diz que foi comprado porque teve de ser… ah! Gosto de coisas artesanais, penso que até têm muito mais valor simbólico. É muito mais fácil entrar numa loja, agarrar numa caixa de chocolates e já está. Dou valor ao tempo, dedicação e trabalho que essa prenda artesanal teve. Mas parece-me a mim que as pessoas não ligam a isso, ou então pelas costas dizem: coitadinha, nem tem dinheiro para comprar uma prenda. Bem, essa mentalidade ultrapassa-me… espero que um dia as pessoas percebam a diferença…

Ah! E o embrulho das prendas?? Tanto papel desperdiçado, e que ainda por cima não vai para a reciclagem a maior parte… todos gostamos de embrulhos bonitos, é verdade, mas será assim tão mau receber uma prenda embrulhada em papel do Lidl? :P A oferta é muita, publicidade não falta por aí! Também temos as revistas, os jornais… mas lá está… o choque! As tias de cascais de certo cairiam para o lado… eu acho que o importante é o que está lá dentro… e acho que seria um natal bem mais divertido! Já o fiz há anos com a minha família quando era nova…

Talvez seja pelo que o natal se tornou que as pessoas não gostam desta época festiva. Mas não tem de ser assim, em cada casa, cada família é que decide o seu natal… e daí as coisas más:

O consumismo. As pessoas só pensam em dinheiro, no que podem e não podem gastar, as lojas sempre apinhadas de gente, a obrigação que se sente em comprar um presente, quando deveria ser algo oferecido de coração, com intenção…

A tristeza e a melancolia que nos invade. Não devo ser a única que fico assim, com certeza. Penso e repenso em muitas coisas, lembro coisas mais tristes, recordo pessoas que perdi e que me são especiais… penso nos pobres na rua… penso nos animais por aí ao relento… começo a pensar no ano novo que vem aí, e isso sim, não é festa que goste de celebrar.

E há sempre aquelas pessoas que não gostam porque não gostam! E podem utilizar este meu post para um pequeno debate se quiserem… :)

Bom, não me interessa, gosto do natal!! Sei que os meus natais não tem sido muito bons, por aqui a família n é muito unida infelizmente… mas que saudades que tenho dos meus natais de criança. Muitas pessoas, alegria, comida, prendas… vivia-se outro ambiente… talvez por isso goste tanto desta altura. Lembra-me também momentos de felicidade… ainda gostava de ter alguns natais bem diferentes nesta vida incerta que tenho… talvez um dia, quem sabe…

Só me falta a neve para dar o toque final…

(texto escrito a 12 de Novembro)
(neste momento estou no Hospital e provavelmente o Natal vai ser aqui passado…)
(peço desculpas pelo texto enorme...)

9 comentários:

Amaral disse...

O texto é grande, mas lê-se com muito agrado.
É a tua maneira de gostar do Natal... e olha que não estás sozinha. A magia desta época, com tudo aquilo que relatas, com todos os pequenos/grandes pormenores que a envolve, faz-nos sentir em cima de um palco onde pessoas, coisas e animais falam a mesma língua, disfrutam do mesmo entusiasmo...
Ainda vais gozar muitos natais pela tua vida fora...

Anónimo disse...

Eu faço parte do teu clube, adoro o Natal. Claro que vejo também todas as coisas más de que falas e tento que cá por casa seja um pouco diferente. Também tenho saudades dos natais de antigamente, não porque estes não sejam bons, mas porque nos últimos anos tenho passado o Natal em Lisboa e não na província e não é a mesma coisa... por tudo isto, um grande beijinho de Natal para ti!
fungaga

elvira carvalho disse...

Não peça querida. É um texto grande, mas é muito autentico.
O meu natal sempre é em Família. As prendas é o que menos importa.
Os meus pais estão velhos e doentes. Neste momento o meu pai está no Garcia da Orta em Almada. Poder tê-lo em casa nessa altura, e proporcionar-lhe o melhor é tudo o que desejo.
Um abraço e não desanime. O dia que tanto espera chegará e ainda vai ser muito feliz.

Luis Eme disse...

gostei de te ler e não foi longo, foi um grande Natal.

espero que melhores e que possas desfrutar de tanta coisa bonita e doce que gostas...

bjs Pikena

Teófilo M. disse...

Ora viva, pois é assim mesmo o espírito do Natal.

Ver a felicidade dos outros! Esse é o verdadeiro Natal.

Como tu és boa piquena, embora tenhas mandado aquela piada dos quilinhos que engordam (suspiro guloso), aí vai um xi natalício.

Até amanhã!

P.S.: O texto é grandito, mas mostra bem o ser maravilhoso que tu és.

Xi-co

Existe uma estrela no céu que ninguem vê senão eu! disse...

Oi tania , não tenho tido muito tempo para te mandar mails , mas espero que estejas bem ...
Bjinhos grandes

tulipa disse...

HUMMM.....
tanto assunto....
aliás, este tema:
NATAL...FAMÍLIA...PRENDAS...
é um assunto polémico que dá pano para mangas!!!

MAS...podes ficar um pouquinho mais conformada, porque o que falas acontece em todas as famílias, cada vez mais.
Não é só na tua!!!
E, cada vez mais, há restaurantes que abrem na noite de consoada e no dia de Natal para servir centenas de pessoas que não têm família perto para confraternizar.

O espírito de Natal está a perder-se por todo o Mundo, nada é como já foi...
Não estou a inventar, sei de famílias que, quando se aproxima o Natal andam numa angústia porque não querem dizer que não a este ou aquele, mas é isso que têm vontade de dizer...
Por isso, não gosto de tradições, porque as pessoas vêm as tradições como uma obrigação e não devia ser.

Muito mais haveria a dizer...

Alien David Sousa disse...

Sabes P,tudo o que gostas no Natal é o que eu também gosto. Este texto poderia ter sido escrito por mim. Espero sinceramente que recuperes e que para o ano possas passar o Natal da forma como gostas. Mas, nada de desanimar, ok? Tu és especial. Um grande beijinho desta Alien privativa, sim és a única que se pode gabar de ter uma pelo Natal;)

Paula Raposo disse...

Um texto lindíssimo saído do teu coração!! Também gosto das luzes e das cores. Este ano o meu Natal foi no dia dos meus anos quando consegui ter junto de mim os meus 3 filhos...esse foi o meu Natal, antecipado em Abril. Este Natal tem um outro significado porque o meu Pai esteve mal e recuperou. Beijos.